(49) 3442.0358

Liturgia diária › 23/12/2016

Últimos dias antes do Natal – 23 de dezembro do Advento

joao-1523 de Dezembro de 2016

Cor: Roxo

1ª Leitura (Ml 3,1-4.23-24)

Eu vos enviarei o profeta Elias,
antes que venha o dia do Senhor.

Leitura da Profecia de Malaquias
Assim fala o Senhor Deus:
Eis que envio meu anjo,
e ele há de preparar o caminho para mim;
logo chegará ao seu templo o Dominador,
que tentais encontrar,
e o anjo da aliança, que desejais.
Ei-lo que vem, diz o Senhor dos exércitos;
e quem poderá fazer-lhe frente,
no dia de sua chegada?
E quem poderá resistir-lhe, quando ele aparecer?
Ele é como o fogo da forja
e como a barrela dos lavadeiros;
e estará a postos,
como para fazer derreter e purificar a prata:
assim ele purificará os filhos de Levi
e os refinará como ouro e como prata,
e eles poderão assim
fazer oferendas justas ao Senhor.
Será então aceitável ao Senhor
a oblação de Judá e de Jerusalém,
como nos primeiros tempos e nos anos antigos.
Eis que eu vos enviarei
o profeta Elias,
antes que venha o dia do Senhor,
dia grande e terrível;
o coração dos pais há de voltar-se para os filhos,
e o coração dos filhos para seus pais,
para que eu não intervenha,
ferindo de maldição a vossa terra.’
– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.


Salmo (Sl 24 (25), 4-5ab. 8-9. 10.14 (R. Lc 21,28)

R. Levantai vossa cabeça e olhai,
pois, a vossa redenção se aproxima!

 

Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos,*
e fazei-me conhecer a vossa estrada!
Vossa verdade me oriente e me conduza,
porque sois o Deus da minha salvação!R.

O Senhor é piedade e retidão,*
e reconduz ao bom caminho os pecadores.
Ele dirige os humildes na justiça,*
e aos pobres ele ensina o seu caminho.R.

Verdade e amor são os caminhos do Senhor*
para quem guarda sua Aliança e seus preceitos.
O Senhor se torna íntimo aos que o temem
e lhes dá a conhecer sua Aliança. R.


Evangelho (Lc 1,57-66)

Nascimento de João Batista.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas
Completou-se o tempo da gravidez de Isabel,
e ela deu à luz um filho.
Os vizinhos e parentes ouviram dizer
como o Senhor tinha sido misericordioso
para com Isabel, e alegraram-se com ela.
No oitavo dia, foram circuncidar o menino,
e queriam dar-lhe o nome de seu pai, Zacarias.
A mãe porém disse:
‘Não! Ele vai chamar-se João.’
Os outros disseram:
‘Não existe nenhum parente teu com esse nome!’
Então fizeram sinais ao pai,
perguntando como ele queria que o menino se chamasse.
Zacarias pediu uma tabuinha, e escreveu:
‘João é o seu nome.’
No mesmo instante, a boca de Zacarias se abriu,
sua língua se soltou, e ele começou a louvar a Deus.
Todos os vizinhos ficaram com medo,
e a notícia espalhou-se
por toda a região montanhosa da Judéia.
E todos os que ouviam a notícia, ficavam pensando:
‘O que virá a ser este menino?’
De fato, a mão do Senhor estava com ele.
– Palavra da Salvação.
– Gloria a Vós Senhor.


Reflexão (Lc 1, 57-66)

O nascimento de João Batista nos mostra a atuação de Deus na história e que nem sempre entendemos esta atuação ou os nossos projetos são os mesmos dele. Quando existe discordância entre a vontade de Deus e a nossa vontade, nós nos tornamos limitados e incapazes de viver plenamente na graça divina e de comunicar esta graça aos nossos irmãos e irmãs, mas quando a nossa vida é conforme a vontade de Deus, a graça divina atua em nós, a mão do Senhor está conosco e a nossa boca se abre para anunciar suas maravilhas e proclamar os seus louvores.


Santo Do Dia

candito-1São João Câncio

João Câncio nasceu em 23 de junho de 1390, no povoado de Kety, e viveu sempre em sua cidade, Cracóvia. Entre as boas coisas realizadas enumera-se a criação em 1400 da célebre Universidade de Cracóvia. Lá, conquistou todos os graus acadêmicos e lecionou em sua principal universidade até morrer. A grande preocupação de seu magistério era transmitir aos alunos os conhecimentos “não à luz de uma ciência fria e anônima, mas como irradiação da ciência suprema que tem sua fonte em Deus”.

Foi ordenado sacerdote e obteve a cátedra universitária no momento em que a controvérsia hussita se tornava mais acesa. João discutiu com vários opositores, recebendo nesta disputas mais insultos que argumentações objetivas. Quando a sua humildade e a sua paciência eram postas a prova, sem perder a costumeira serenidade de espírito, se limitava a responder: “Graças a Deus!”

Mesmo depois de ordenar-se sacerdote, continuou a cultivar a ciência, ao mesmo tempo que fazia seu trabalho pastoral como vigário da paróquia de Olkusz. Homem de profunda vida interior, jejuava e penitenciava-se semanalmente, ao mesmo tempo que espalhava o amor pelo próximo entre os estudantes e os pobres da cidade.

Há um exemplo claro de sua personalidade em sua biografia, que remonta às inúmeras peregrinações e romarias aos túmulos dos mártires em Roma, bem como aos lugares santos da Palestina. Numa dessas incontáveis viagens, foi assaltado. Os bandidos exigiram que João Câncio lhes desse tudo que tinha, depois perguntaram ainda se não estava escondendo mais nada. Ele afirmou que não.

Depois que os ladrões partiram, ele se lembrou de que ainda tinha algumas moedas no forro do manto. Achou-as, correu atrás dos bandidos, deu-lhes as moedas e ainda pediu desculpa pelo esquecimento.

Anos depois, ao perceber a proximidade da morte, distribuiu os poucos bens que possuía aos pobres, falecendo às vésperas do Natal de 1473. Foi canonizado por Clemente II em 1767. São João Câncio era celebrado no dia 20 de outubro, mas agora sua festa acontece um dia antes daquele que marca sua morte.

Para homenagear o “professor santo”, que foi modelo para gerações inteiras de religiosos, o papa João Paulo II foi à Polônia em 1979. Na ocasião, consagrou uma capela em memória do padroeiro da Polônia, S ão João Câncio, na igreja de São Floriano. Nela, na metade do século XX, o mesmo papa, então um jovem sacerdote, iniciava o seu serviço de vigário paroquial.

A Igreja também celebra hoje a memória dos santos: Euniciano e Mardônio.

 

Fonte: Franciscanos.org.br