Sábado da 34ª Semana do Tempo Comum « Paróquia Nossa Senhora do Rosário

(49) 3442.0358

Liturgia diária › 26/11/2016

Sábado da 34ª Semana do Tempo Comum

disse26 de Novembro de 2016

Cor: Verde

1ª Leitura (Ap 22,1-7)

Não haverá mais noite porque o Senhor Deus vai brilhar sobre eles.

Leitura do Livro do Apocalipse de São João
A mim, João,
O anjo do Senhor mostrou-me um rio de água viva,
o qual brilhava como cristal.
O rio brotava do trono de Deus e do Cordeiro.
No meio da praça, de cada lado do rio,
estão plantadas árvores da vida;
elas dão frutos doze vezes por ano;
em cada mês elas dão fruto;
suas folhas servem para curar as nações.
Já não haverá maldição alguma.
Na cidade estará o trono de Deus e do Cordeiro
e seus servos poderão prestar-lhe culto.
Verão a sua face
e o seu nome estará sobre suas frontes.
Não haverá mais noite:
não se precisará mais da luz da lâmpada,
nem da luz do sol,
porque o Senhor Deus vai brilhar sobre eles
e eles reinarão para toda a eternidade.
Então o anjo disse-me:
‘Estas palavras são dignas de fé e verdadeiras,
pois o Senhor, o Deus que inspira os profetas,
enviou o seu Anjo, para mostrar aos seus servos
o que deve acontecer muito em breve.
Eis que eu venho em breve.
Feliz aquele que observa
as palavras da profecia deste livro’.
– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.


Salmo (Sl 94 (95),1-2. 3-5. 6-7 (R. 1Cor 16,22b. Ap 22,20c)

R. Amém! Vem, ó Senhor Jesus! Amém!

Vinde, exultemos de alegria no Senhor, *
aclamemos o Rochedo que nos salva!
Ao seu encontro caminhemos com louvores, *
e com cantos de alegria o celebremos!R.

Na verdade, o Senhor é o grande Deus, *
o grande Rei, muito maior que os deuses todos.
Tem nas mãos as profundezas dos abismos, *
e as alturas das montanhas lhe pertencem;
o mar é dele, pois foi ele quem o fez, *
e a terra firme suas mãos a modelaram.R.

Vinde adoremos e prostremo-nos por terra, *
e ajoelhemos ante o Deus que nos criou!
Porque ele é o nosso Deus, nosso Pastor, +
e nós somos o seu povo e seu rebanho, *
as ovelhas que conduz com sua mão.R.


Evangelho (Lc 21,34-36)

Ficai atentos a fim de terdes força
para escapar de tudo o que deve acontecer

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
Tomai cuidado para que vossos corações
não fiquem insensíveis por causa da gula,
da embriaguez e das preocupações da vida,
e esse dia não caia de repente sobre vós;
pois esse dia cairá como uma armadilha
sobre todos os habitantes de toda a terra.
Portanto, ficai atentos e orai a todo momento,
a fim de terdes força
para escapar de tudo o que deve acontecer
e para ficardes em pé diante do Filho do Homem.’
– Palavra da Salvação.
– Gloria a Vós Senhor.


Reflexão ( Lc 21, 34-36)

A nossa vida é marcada por preocupações constantes que são exigências da agitada vida moderna. Essas preocupações muitas vezes acabam por fazer de si mesmas o centro da nossa vida. Na verdade, a gente deixa de viver a vida que a gente quer para viver a vida que é exigida de nós. Assim, não temos tempo para a oração, para a contemplação, para o encontro com Deus e o estabelecimento de comunhão com ele. O resultado de tudo isso é que deixamos de viver na sua presença e nos fechamos num mundo que cada vez mais nos escraviza e nos impede de viver a verdadeira vida, a vida dos filhos e filhas de Deus em perfeita comunhão e relação com o Pai.


Santo Do Dia

tiagoBem-aventurado Tiago Alberione

Fundador da Família Paulina, Tiago Alberione nasceu em 4 de abril de 1884, em São Lourenço de Fossano, norte da Itália, de uma família de camponeses simples e laboriosos. Vinte quatro horas após o nascimento, foi batizado e recebeu o nome de “Tiago”. Buscando melhores terras para a lavoura, a família Alberione mudou para a cidade de Cherasco, onde Tiago passou sua infância e adolescência. Foi lá que se manifestou a vocação para o sacerdócio.

– Quero ser padre! foi a resposta que deu à professora, Rosina Cardona, que perguntava aos seus oitenta alunos o que queriam ser quando crescessem.

A resposta, que poderia parecer impensada, veio de um menino de bom coração e piedoso. Com o passar do tempo, a vocação fortificou-se e ele foi encaminhado para o seminário, onde não perdia tempo e procurava aprender de todos e de tudo. Inquietavam Alberione as transformações que aconteciam na sociedade e os apelos do papa, Leão XIII, para que todos se voltassem para Jesus Cristo, Caminho, Verdade e Vida, salvação da humanidade.

Foi ordenado sacerdote no dia 29 de junho de 1907, com vinte e três anos de idade. Todas as organizações de renovação existentes, então, na Igreja foram acolhidas por padre Alberione, que participou, ativamente, dos movimentos: missionário, litúrgico, pastoral, social, bíblico, teológico e, mais tarde, do movimento ecumênico. Em todos os movimentos Alberione-profeta vislumbrava espaços carentes de evangelização e atualização.

Impulsionado pelo Espírito Santo, tornou realidade sua intuição carismática com a fundação de várias congregações e institutos para, juntos, anunciar Jesus Cristo, Caminho, Verdade e Vida, com os meios da comunicação social. Padres e irmãos Paulinos em 1914; Irmãs Paulinas em 1915; Discípulas do Divino Mestre em 1924; Irmãs Pastorinhas em 1938; e Irmãs Apostolinas em 1957. Fundou, também, os institutos seculares de Nossa Senhora da Anunciação e São Gabriel Arcanjo em 1958; os institutos Jesus Sacerdote e Sagrada Família em 1959; além da Associação dos Cooperadores Leigos em 1917. Hoje, os membros dessas fundações estão presentes em todos os continentes mostrando que é possível santificar-se e comunicar, a todas as pessoas, Jesus Cristo com os meios técnicos e eletrônicos.

Após a fundação dos dois primeiros ramos – Paulinos e Paulinas – a vida de Alberione fundiu-se com suas obras nascentes. Acompanhava de perto a vida de seus filhos e filhas da Itália e do exterior com numerosas e prolongadas viagens. Preocupava-se não só com fundações e organizações, mas principalmente com a formação e a vida religiosa de seus seguidores, apesar do conturbado contexto histórico em que viveu: duas grandes guerras, revolução industrial, conflagrações nacionalistas e sociais, emancipação dos operários e da mulher, além de crises institucionais na família e na Igreja.

Padre Tiago Alberione, jamais esmoreceu, continuou firme na sua fé, acreditando que a obra que realizava era querida e abençoada por Deus. Com humildade e coragem, o fundador da Família Paulina, o profeta e o apóstolo de uma evangelização moderna, chegou ao fim de seus dias em 26 de novembro de 1971, aos oitenta e sete anos.

Tiago Alberione foi no dia 27 de abril de 2003, foi proclamado “bem-aventurado” num reconhecimento oficial da Igreja ao homem que foi um santo, um profeta e o pioneiro na evangelização eletrônica.

A Igreja também celebra hoje a memória dos santos: Belina, Conrado e Leonardo de Porto Maurício

 

Fonte: Franciscanos.org.br