Sábado da 1ª Semana da Quaresma « Paróquia Nossa Senhora do Rosário

(49) 3442.0358

Liturgia diária › 11/03/2017

Sábado da 1ª Semana da Quaresma

perfeito11 de Março de 2017

Cor: Roxo

1ª Leitura (Dt 26, 16-19)

Tu serás um povo consagrado ao Senhor, teu Deus.

Leitura do Livro do Deuteronômio
Moisés dirigiu a palavra ao povo de Israel e lhe disse:
Hoje, o Senhor teu Deus te manda
cumprir esses preceitos e decretos.
Guarda-os e observa-os
com todo o teu coração e com toda a tua alma..
Tu escolheste hoje o Senhor para ser o teu Deus,
para seguires os seus caminhos,
e guardares seus preceitos, mandamentos e decretos,
e para obedeceres à sua voz.
E o Senhor te escolheu, hoje, para que sejas para ele
um povo particular, como te prometeu,
a fim de observares todos os seus mandamentos.
Assim ele te fará ilustre entre todas as nações que criou,
e te tornará superior em honra e glória,
a fim de que sejas o povo santo do Senhor teu Deus,
como ele disse’.
Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.


Salmo (Sl 118, 1-2. 4-5. 7-8 (R. 1b)

R. Feliz é quem na lei do Senhor Deus vai progredindo!
Feliz o homem sem pecado em seu caminho, *
que na lei do Senhor Deus vai progredindo!
Feliz o homem que observa seus preceitos, *
e de todo o coração procura a Deus!R.

Os vossos mandamentos vós nos destes, *
para serem fielmente observados.
Oxalá seja bem firme a minha vida *
em cumprir vossa vontade e vossa lei!R.

Quero louvar-vos com sincero coração, *
pois aprendi as vossas justas decisões.
Quero guardar vossa vontade e vossa lei; *
Senhor, não me deixeis desamparado!R.


Evangelho (Mt 5,43-48)

Sêde perfeitos como o vosso Pai celeste é perfeito.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
Vós ouvistes o que foi dito:
‘Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo!’
Eu, porém, vos digo: Amai os vossos inimigos
e rezai por aqueles que vos perseguem!
Assim, vos tornareis filhos
do vosso Pai que está nos céus,
porque ele faz nascer o sol sobre maus e bons,
e faz cair a chuva sobre justos e injustos.
Porque, se amais somente aqueles que vos amam,
que recompensa tereis?
Os cobradores de impostos não fazem a mesma coisa?
E se saudais somente os vossos irmãos,
o que fazeis de extraordinário?
Os pagãos não fazem a mesma coisa?
Portanto, sede perfeitos
como o vosso Pai celeste é perfeito.’
– Palavra da Salvação.
– Gloria a Vós Senhor.


Reflexão (Mt 5, 43-48)

 

Um dos valores mais determinantes da nossa vida é a justiça, mas na maioria das vezes deixamos de lado a justiça de Deus para viver a justiça dos homens, fundamentada na troca de valores e não na gratuidade de quem de fato ama. Quem ama verdadeiramente reconhece que Deus é amor e tudo o que somos e temos vem dele, como prova desse amor gratuito. Assim, as nossas atitudes não podem ser determinadas pelas diferentes formas de comportamento das pessoas que nos rodeiam, mas pelo amor gratuito de Deus que deve fazer com que sejamos capazes de superar toda forma de vingança em nome da justiça e procurar dar a nossa contribuição para que o mundo seja cada vez melhor.


constatinoSanto Do Dia

São Constantino

Constantino faz parte da heroica história do cristianismo na Escócia. Ele era rei da Cornualha, pequena região da Inglaterra e se casou com a filha do rei da Bretanha. Depois se tornou o maior evangelizador de sua pátria e o responsável pela conversão do país.

O rei Constantino não foi um governante justo, até sua conversão. No início da vida cometeu sacrilégios e até assassinatos, em sua terra natal. Para ficar livre de cobranças na vida particular, divorciou-se da esposa. Foram muitos anos de vida mundana, envolvido em crimes e pecados. Mas quando soube da morte de sua ex-esposa, foi tocado pela graça tão profundamente que decidiu transformar sua vida. Primeiro abriu mão do trono em favor de seu filho, depois se converteu, recebendo o batismo. Em seguida se isolou no mosteiro de São Mócuda, na Irlanda, onde trabalhou por sete anos, executando as tarefas mais difíceis, no mais absoluto silêncio.

Os ensinamentos de Columbano, que também é celebrado pela Igreja, e que nesse período estava na região em missão apostólica, o levaram a se ordenar sacerdote. Assim, partiu para evangelizar junto com Columbano, e empregou a coragem que possuía, desde a época em que era rei, para a conversão do seu povo. As atitudes de Constantino passaram a significar um pouco de luz no período obscuro da Idade Média.

A Inglaterra e a Irlanda, naquela época, viviam já seus dias de conversão, graças ao trabalho missionário de Patrício, que se tornou mártir e santo pela Igreja, e outros religiosos. Constantino que recebera orientação espiritual de Columbano não usava os mantos ricos dos reis e sim o hábito simples e humilde dos padres. Lutou bravamente pelo cristianismo, pregou, converteu, fundou vários conventos, construiu igrejas e, assim, seu trabalho deu muitos frutos. Sua terra, antes conhecida como “o país dos Pitti”, assumiu o nome de Escócia, que até então pertencia a Irlanda.

Porém, antes de se tornar um estado católico, a Escócia viu Constantino ser martirizado. Foi justamente lá que, quando pregava em uma praça pública, um pagão o atacou brutalmente, amputando-lhe o braço direito, o que causou uma hemorragia tão profunda que o sacerdote esvaiu-se em sangue até morrer, não sem antes abraçar e abençoar a cada um de seus seguidores. Morreu no dia 11 de março de 598, e se tornou o primeiro mártir escocês.

O seu culto correu rápido entre os cristãos de língua anglo-saxônica, atingiu a Europa e se propagou por todo o mundo cristão, ocidental e oriental. Sua veneração litúrgica foi marcada para o dia de seu martírio.

A Igreja também celebra hoje a memória dos santos: Firmino, Zósimo e Eulógio
Fonte:Framciscanos.org.com