(49) 3442.0358

Natureza

A história do bairro Natureza começou em meados de 1997 e, junto dela iniciou-se uma história de fé e devoção. Com a vinda das famílias para o bairro, a necessidade de um lugar para a prática religiosa se fez necessário. Os encontros eram realizados nas casas dos poucos moradores da comunidade. Aos poucos, o número de fiéis foi aumentando e a comunidade católica começou a reunir-se na escola do bairro. Como não havia ministros de culto e nem um Conselho da igreja que estava se formando, o apoio veio de comunidades vizinhas que celebravam os cultos nas noites de sábado.

Em setembro de 1999, com a vinda das Santas Missões populares, a comunidade ganhou corpo e a ideia de ter um local próprio para as celebrações foi plantada no coração do grande número de famílias que participavam dos encontros semanais.

No ano 2000 formou-se o primeiro Conselho da comunidade, e junto dele iniciaram-se os trabalhos para a construção da igreja. Como em toda comunidade, o bairro Natureza também adotou uma padroeira e protetora. No caso, a escolhida foi Santa Cecília, a patrona dos músicos e das musicistas.

Ao final de 1999, o Sr. Sestilio Gorlin, integrante da Associação Italiana Vêneta de Concórdia, em conversa com Altemir De Rossi, morador do bairro, mencionou o início de um projeto para a construção de uma réplica do Santuário de Santa Augusta, localizada em Vêneto, na Itália. Não havia um local certo para a idealização desse projeto, nem a certeza de consegui-lo para o bairro, porém o interesse foi tamanho que Santa Augusta intercedeu sobre a pequena comunidade.

Mesmo com tanto interesse a comunidade era muito jovem e inexperiente, a maior dificuldade estava nos recursos financeiros para a compra do local que seria a sede da igreja. O Sr. Fiorindo Simioni fez a doação do terreno para a construção da capela. Porém, os recursos ainda não eram suficientes para iniciar a construção.

Mas nada acontece sem esforço. O sonho do santuário foi reprimido, mas não esquecido. A comunidade trabalhou incansavelmente na realização de promoções para que a pequena e frágil estrutura do bairro fosse ganhando sustentabilidade e força.

As dificuldades eram enormes, não havia locais adequados para as realizações dessas festas, nem mesmo utensílios para o preparo dos alimentos a serem servidos. Tudo era cedido pelas comunidades vizinhas.

Foi então que, em meio a tantos esforços, uma surpresa. No dia 15 de novembro de 2002, uma ligação do Sr. Sestilio informava que em uma hora o projeto da edificação do santuário seria apresentado ao Conselho. Na reunião, foi apesentada a história da santa, bem como o projeto de construção da réplica do seu santuário, além da proposta de execução do mesmo.

O desafio foi aceito e imediatamente todos os trâmites leais como documentação do terreno, licenças, acesso à rua, energia elétrica e água, foram aos poucos sendo concluídos. Como a comunidade estava iniciando, junto com o início da igreja o restante do bairro estava em constante construção, como escola, centro comunitário e CMEI.

Uma vez que o terreno cedido para a construção da igreja ficava entre os bairros Natureza e Poente do Sol, as comunidades católicas dos dois bairros se engajaram nessa mesma luta.

Depois de várias dificuldades, muito esforço e tempo, tudo regularizado. Enfim, o projeto saiu do papel. No dia 05 de abril de 2008, foi lançada a pedra fundamental do santuário, juntamente com um jantar típico italiano.

Iniciou-se, assim, a construção com voluntários, membros das comunidades, que trabalhavam nos finais de semana e feriados. Como o projeto estava demorando em virtude da baixa demanda de voluntários e dos poucos dias trabalhados, decidiu-se empreitar a construção, para que o santuário pudesse estar concluído em um período menor. Desde então, a comunidade vem trabalhando com festas e promoções para arrecadar fundos para que o templo possa ser finalizado.

A festa de Santa Augusta é celebrada em 22 de agosto. A primeira Romaria da santa padroeira aconteceu em 26 de agosto de 2012. Desde então, um tríduo com a Romaria antecede os festejos.

Além disso, a comunidade ainda tem outros eventos que são realizados desde seu início, como procissão do Senhor Morto, na Sexta-Feira Santa, e o terço em família que é realizado nas casas dos fieis das comunidades.

A festa da padroeira Santa Cecília é celebrada no final de semana mais próximo a 22 de novembro, dia de sua comemoração.

Mais recentemente, surgiu um grupo de jovens, JFA – Jovens Franciscanos de Augusta. Há também na capela grupo de cantos e Liturgia, quatro Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão Eucarística, Catequistas e um grupo de coroinhas.