Linha Marchesan « Paróquia Nossa Senhora do Rosário

(49) 3442.0358

Linha Marchesan

marchen_internaNa década de 30 chegou a estas terras a família de Ângelo e Silvia Marchesan e já encontraram por estas bandas a família de Fernando e Adelaide Todescat. A família Marchesan veio com nove filhos, sendo três já casados e a mais nova com nove anos. Dona Henriqueta conta que as estradas para as comunidades vizinhas foram abertas a picaretas e que, aos poucos, foram chegando as famílias Rubert, Agostini, Dagostini, Onofre, Camillo, Resmini, Gollo, Funes, Rogelin, entre outras.

A vila que ia se formando não tinha nome ainda. Foi quando em uma roda de conversa entre Eduardo Boroski, José Resmini, Arone Rubert, Augusto Marchesan e Oreste Agostini, decidiram pelo nome de Linha Marchesan para homenagear a família Marchesan, pioneira do local. E sentindo a necessidade de ter um lugar para os filhos estudarem, pois até então iam a Engenho Novo, inclusive para a catequese, no dia 8 de abril de 1961, reuniu-se a comunidade para tratar da construção do primeiro prédio escolar da localidade. O terreno foi doado pelo sr. Arone Rubert. Neste local a comunidade também se reunia para rezar o terço aos domingos. A visita do padre acontecia de 4 e 5 meses.

O primeiro padre que visitou a comunidade foi Frei Gaudêncio e, no ano de 1962, em setembro, foi realizada a primeira comunhão de 13 crianças da comunidade. No ano de 63 começaram as primeiras tratativas para a construção da capela, no terreno doado por Augusto Marchesan, filho de Ângelo. Em 64 foi inaugurada a capela. Neste ano antes da inauguração, um problema de saúde de uma menina abalou a comunidade. Ilda Rubert, de apenas 11 anos, sofreu uma hemorragia e foi “despedida”, como se dizia na época, pelos médicos. A família, muito religiosa, fez a promessa de que se ela se salvasse doaria a padroeira para a nova capela. E o milagre aconteceu. E foi assim que Nossa Senhora das Graças ficou sendo a Padroeira.

O primeiro barracão ficou pronto em 31 de outubro de 1972. Era pequeno e todo de madeira. Em janeiro de 1987, começou-se a construção do novo espaço mais amplo e que pudesse ter a prática de esportes. Em junho foi feita a inauguração.

Em 30 de novembro de 1997 foi inaugurada a Capela atual. A comunidade continua unida e forte apesar de ter sofrido com o grande êxodo para a cidade, principalmente dos jovens, e de famílias que se mudaram para o Mato Grosso, Paraguai e Paraná, principalmente.