(49) 3442.0358

Catarina Fontana

O lugar é conhecido como Bairro Fontana. Porém, a capela Santa Catarina apresenta este nome devido ao fato de antigamente o lugar pertencer à família de dona Catarina Fontana. Daí a escolha da padroeira da comunidade, Santa Catarina de Alexandria, que, além de padroeira do Estado, é também patrona dos estudantes, dos filósofos e dos moleiros. Catarina Fontana faz vizinhança com outros bairros: Nações, Gruta e Nazaré.

A primeira missa foi rezada no dia 22 de novembro de 2010, tendo sido celebrante Frei João Batista Zanini, OFM. O primeiro coordenador da comunidade foi Índio Meneghetti. No início, havia em torno de 96 dizimistas. Atualmente, esse número é de 278. O bairro, no entanto, é bem maior. Acredita-se que morem no Catarina Fontana aproximadamente 600 famílias.

A comunidade iniciou bem antes da construção da igreja, em 1999. Naquela época, se dava catequese nas casas e as missas eram celebradas no porão da casa da família de Amélio Dalpasquale. Naquele mesmo tempo, iniciou-se as Santas Missões populares, por ocasião da virada do Milênio. Disso resultou uma comunidade mais unida e fortalecida na fé. Foi, então, depois disso, que se comprou um terreno, no qual se construiria da capela posteriormente. A compra do lote data do dia 23 de maio de 2002.

Neste ano de 2018, a comunidade conta com 5 Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão Eucarística e um Ministro da Esperança e mais 6 Catequistas. Além disso, há na comunidade a Legião de Maria, a Pastoral da Saúde, o Casal Vocacional, o Grupo de Idosos e o Clube de Mães. A festa da comunidade acontece, anualmente, no final do mês de novembro, já que Santa Catarina de Alexandria é comemorada no dia 25 desse mesmo mês.