(49) 3442.0358

Boa Esperança

boa_esperanca3A comunidade de Boa Esperança situa-se há aproximadamente 13km do centro do município de Concórdia e sua origem remonta à década de 1950, quando se estabeleceram na localidade várias famílias oriundas do Rio Grande do Sul, sendo a maioria protestante. Os católicos frequentavam as missas em Tamanduá ou em São Luiz. Vez que outra, um padre, visitando a os moradores, celebrava a Santa Missa na escola da comunidade.

Com o tempo, as celebrações passaram a ser mais frequentes, sendo necessário providenciar alguns utensílios mínimos para a realização das mesmas. Alguns destes itens foram tomados emprestado de São Luiz. Outros, como o cálice e a pedra do altar, foram adquiridos com doações das famílias residentes em Boa Esperança.

A devoção ao Santo Anjo da Guarda era bem difundida entre os católicos da localidade, o que fez com que ele fosse eleito como padroeiro da comunidade. Já a imagem do patrono foi doada por seu Mário Silva.

Mesmo fazendo as celebrações na escola, o anseio de construir uma capela não se desfez entre fieis. As madeiras usadas na edificação da primeira igreja eram bem rústicas, uma vez que não havia ainda serrarias nas proximidades. No dia 23 de fevereiro de 1964, realizou-se a primeira festa com o objetivo de angariar fundos para a compra do telhado e de pregos, os quais seriam utilizados na obra.

No dia 09 de janeiro de 1966, Frei Belmiro Brondani, OFM, celebrou a Eucaristia com a qual rendeu-se graças a Deus pela inauguração do novo templo, que era usado, além das celebrações eucarísticas, para a celebração da Palavra (culto), para a catequese, para casamentos e, ainda, para reuniões.

20 anos mais tarde, em 1984, a capela precisou ser reformada. Durante a obra, as missas eram rezadas novamente na escola ao lado. Com muito empenho do conselho, a reinauguração aconteceu no dia 17 de março de 1985. A reforma, no entanto, não foi definitiva. Infestada por cupins, a igreja oferecia sérios riscos aos fieis, podendo desabar a qualquer momento. No ano de 2011, com a situação já insustentável, o conselho solicitou ajuda ao Fundo de Solidariedade da Paróquia para a derrubada do templo de madeira e construção de um novo, agora de alvenaria.

Contando novamente com o empenho e a dedicação dos membros da comunidade, a nova capela foi pré-inaugurada no ano seguinte, no dia 26 de agosto de 2012. Presidiu essa cerimônia o pároco Frei Evandro Balestrin, OFM. A inauguração ficou a cargo do bispo diocesano de Joaçaba, Dom Frei Mário Marquez, OFMCap, no dia 16 de maio de 2013, durante sua visita pastoral à Paróquia Nossa Senhora do Rosário, de Concórdia-SC.