(49) 3442.0358

Bairro Santa Rita

A capela Nossa Senhora de Fátima foi fundada no bairro Santa Rita no ano de 1992. Boa parte do material de construção e parte dos móveis e utensílios foram doados pela Companhia Eletrosul. Isso porque a barragem de Itá/SC extinguiu uma antiga comunidade no interior de Concórdia/SC, chamada de Barra do Queimado. Os pertences dessa comunidade foram gentilmente cedidos à comunidade do bairro Santa Rita. A paróquia foi a responsável por intermediar esse repasse.

Não apenas os materiais de Barra do Queimado vieram para o bairro, mas também a padroeira: Nossa Senhora de Fátima. Com efeito, ela era a padroeira daquela extinta comunidade e, por isso, passou a ser a padroeira também no Santa Rita. Quem doou a imagem da Virgem de Fátima foi o Sr. Paulin Duz.

Antes da edificação da igreja, as missas e as celebrações da Palavra (cultos) eram realizadas na escola local. Para a construção da capela, muitos moradores e fieis se empenharam, inclusive com trabalho braçal. Além disso, outros colaboradores foram aparecendo e auxiliando para que o sonho se concretizasse. A comunidade contou também com o apoio da Prefeitura Municipal, cujo prefeito da época era Luiz Suzin Marini.

Naqueles primeiros anos, havia apenas 15 famílias dizimistas (associadas). Nem ministros havia ainda. Eram os ministros das comunidades vizinhas que, com muito boa vontade, faziam as rezas na capela em construção.

Segundo algumas informações coletadas, o primeiro conselho foi formado pelos membros: Valdir Albiero, Maria Ferenque, Quelidio Debettio e Iro Ritter da Silva (in memoriam). Ano após ano, o bairro foi crescendo e com ele a comunidade católica. Surgiu a necessidade de um barracão, e foi feito um. Muitas pessoas de outros lugares se mudaram para o bairro, o que colaborou com o crescimento da igreja. A comunidade foi, por assim dizer, formada por diferentes raças e culturas, ou seja, uma verdadeira miscigenação. No ano de 2013, a capela contava com um total de 91 famílias dizimistas.