(49) 3442.0358

Bairro Santa Cruz

O nome “Santa Cruz” surgiu de consenso entre os sócios, os antigos proprietários das terras Sr. Artifon e Dr. Carlos Buchele, o qual redigiu o contrato da firma urbanizadora. Por volta de 1945, iniciou-se a abertura da estrada Concórdia–Seara, projetada por um engenheiro da 3ª Inspetoria Regional de Joaçaba (antiga denominação das atuais residências do DER/SC). A obra foi executada pelo capataz João de Souza Machado e sua turma de trabalhos braçais. Na época era necessário um grande número de homens trabalhando, pois os equipamentos eram ferramentas de mãos, gaiotas e muitos animais usados para transportes e tração.

A construção desta estrada facilitou o acesso às terras onde hoje é bairro Santa Cruz. Formaram-se aí vários grupos de ciganos e caboclos que viviam em casas de pau a pique. Alguns anos depois o Sr. Artifon vendeu o terreno para Napoleão Dequech, Ivo Biezus e Laurindo Borges de Souza, proprietários da firma que tinha em seu contrato social o nome de “Biezus, Dequech e CIA. LTDA”. Registrada na Junta Comercial em Florianópolis em 12 de novembro de 1956.

Um acontecimento importante deu grande impulso ao desenvolvimento do bairro. Em 1963, foi fundada a subestação em função da necessidade de energia elétrica no município. Em dezembro de 1969, foi inaugurado o incubatório, de propriedade da Sadia Concórdia S.A. Em janeiro de 1967, foi criada pelo decreto nº 44/D, a primeira escola da localidade. Foi através de uma campanha da Garrafa, realizada pelo Lions Clube de Concórdia, com o apoio da Prefeitura Municipal, que foi possível a construção desta instituição de ensino, a qual recebeu o nome de Melvin Jones, em homenagem ao fundador do Lions Clube. Em 1978, foi construída uma nova escola, que oferecia melhores condições físicas e pedagógicas. Mais tarde, em 11 de novembro de 1986, foi fundado o Posto Municipal de Saúde. E, em 10 de outubro de 1987, foi criada a creche municipal. O Clube dos Veteranos, cujo objetivo era promover o lazer dos anciãos da comunidade, foi fundado em 25 de julho de 1985. O Esporte Clube Santa Cruz, fundado em 1962, teve como a primeira sede o Clube de Joaquim Rocha. Já a Associação de Moradores teve sua fundação em 7 de outubro de 1986.

Em 2010, por pedido no orçamento participativo foi inaugurado o campo de futebol suíço ao lado do CMEI e mais uma praça no lado esquerdo da Senador Atílio Fontana. O bairro Santa Cruz possui uma reserva florestal de 22.6502 m. localizados no final da rua Clóvis Cesar de Oliveira, ao lado esquerdo do CMEI. Esta reserva em 1957 era sede de treinamento de tiro ao alvo pela sociedade de caça e pesca de Concórdia. Com o crescimento e desenvolvimento do bairro, por volta de 1992 essa área foi destinada ao lazer e estudos, além de proteger e conservar os recursos naturais existentes. Com esse intuito, ela foi cercada, teve trilhas ecológicas traçadas e a flora identificada e catalogada pela Universidade do Contestado (UNC), tendo à frente dos trabalhos a professora Leonilda Funez. Atualmente o trabalho que foi desenvolvido naquela época se perdeu, as trilhas estão servindo para o uso de drogas e atos de vandalismo, levando ao local muito lixo, destruição e tornando-o local impróprio para o uso regular.

Com o intuito de contribuir para uma conscientização e sensibilização ambiental de forma a recuperar os meios já existentes e propiciar condições para atividades de educação e recreação para pessoas das mais variadas faixas etárias, desde crianças até idosos e portadores de deficiência, nós participantes de CDC estamos desenvolvendo esse projeto.