Bairro Petrópolis « Paróquia Nossa Senhora do Rosário

(49) 3442.0358

Bairro Petrópolis

No início de 1995, sentiu-se a necessidade de uma comunidade-igreja no bairro Petrópolis, pois a população vinha crescendo a passos largos. As crianças que já haviam atingido a idade para fazer a catequese tinham que se deslocar para as outras capelas vizinhas, a fim de frequentar os encontros catequéticos, o que nem sempre era fácil.

Foi nesse período que surgiu um grupo de moradores com a ideia de conversar com o pároco da Paróquia Nossa Senhora do Rosário a respeito da possível criação de uma comunidade de fé no bairro. Dona Lurdes Bassani se colocou à disposição e acabou ficando encarregada desse diálogo com o frei, o qual achou a ideia ótima e marcou uma reunião com toda a comunidade para o dia 24 de abril de 1995. Houve, nessa reunião, um maciço apoio e uma soberana aprovação dos moradores para a construção de uma capela no bairro.

A primeira missa foi celebrada no dia 29 de abril de 1995. O celebrante foi Frei Bertolino Tholl, então pároco de Concórdia/SC. No dia 27 de maio do mesmo ano, foram indicados pela comunidade alguns nomes para compor o conselho da capela nascente, sendo estes: Miguel Pegoraro, Lorildo Fornari, Lidia Neotti e Valmir Veronez. Mais tarde, no dia 24 de junho ainda do mesmo ano, mais dois nomes surgiram para compor o conselho: Orlandino Comelli e Luiz Zerbielli.

No dia 22 de outubro de 1995, foi escolhido o nome da padroeira: Santa Bárbara, cuja comemoração se celebra no dia 04 de dezembro. A escolha foi devido a igreja ter sido construída em um local alto, onde há bastante vento. Sendo a santa protetora dos raios e vendavais, achou-se por bem eleger Santa Bárbara como padroeira da comunidade do bairro Petrópolis. A imagem da santa foi doada pelo casal Sérgio e Zenadi Conte, sendo ele já é falecido.

Em fevereiro de 1996, deu-se início a Catequese e também foram escolhidos os ministros extraordinários da Sagrada Comunhão. A primeira coordenadora de Catequese foi Rita Basso. As primeiras catequistas foram: Daniela dos Santos, Clair Ritter Stochmann, Dirlei Munaretto de Oliveira e Jodete Bassani. Já os primeiros ministros foram: Vanderlei Luiz Stochmann e Maria Claudete Rodrigues Jachine.

No início, as Santas Missas eram celebradas em um barracão de mais ou menos 6x8m2, o qual era coberto com zinco. Depois, passou-se a realizar as celebrações no centro comunitário. Em meados de 1999, foi adquirido o terreno para a construção da capela, isso com o apoio do fundo comum da Paróquia e com a participação da comunidade. No ano de 2003, deu-se início a construção do templo, que foi inaugurado no dia 05 de dezembro do ano seguinte.

Atualmente (2018), a comunidade é composta por um conselho de 20 membros, 6 ministros da Sagrada Comunhão, destes 2 também são ministros da Esperança, 2 coordenadoras de catequese, 8 catequistas, 127 catequizandos, 2 coordenadoras dos Grupos de Reflexão, 1 coordenadora dos leitores, 6 equipes de leitores, 1 equipe de liturgia e mais o Grupo de Oração da Renovação Carismática Católica.

No bairro Petrópolis, residem aproximadamente 800 famílias, das quais 500 são católicas, e destas 280 são dizimistas fieis.