(49) 3442.0358

Liturgia diária › 18/02/2017

7º Domingo do Tempo Comum

amars19 de Fevereiro de 2017

Cor: Verde

1ª Leitura (Lv 19,1-2.17-18 )

Amarás a teu próximo como a ti mesmo!

Leitura do Livro do Levítico

Senhor falou a Moisés, dizendo:
‘Fala a toda a comunidade dos filhos de Israel,
e dize-lhes:
Sede santos, porque eu, o Senhor vosso Deus, sou santo.
Não tenhas no coração ódio contra teu irmão.
Repreende o teu próximo,
para não te tornares culpado de pecado por causa dele.
Não procures vingança, nem guardes rancor
dos teus compatriotas.
Amarás o teu próximo como a ti mesmo.
Eu sou o Senhor.
– Palavra do Senhor.
 – Graças a Deus.

 


Salmo (Sl 102,1-2.3-4.8.10.12-13 (R.1a.8a)

R. Bendize ó minh’alma, ao Senhor,
 pois ele é bondoso e compassivo!

 

 

Bendize, ó minha alma, ao Senhor,*
e todo o meu ser, seu santo nome!
Bendize, ó minha alma, ao Senhor,*
não te esqueças de nenhum de seus favores!R.
Pois ele te perdoa toda culpa,*
e cura toda a tua enfermidade;
da sepultura ele salva a tua vida*
e te cerca de carinho e compaixão.R.
O Senhor é indulgente, é favorável,*
é paciente, é bondoso e compassivo.
Não nos trata como exigem nossas faltas,*
nem nos pune em proporção às nossas culpas.R.
Quanto dista o nascente do poente,*
tanto afasta para longe nossos crimes.
Como um pai se compadece de seus filhos,*
o Senhor tem compaixão dos que o temem.R.


2ª Leitura ( 1Cor Z3,16-23 )

Tudo é vosso. Mas vós sois de
Cristo, e Cristo é de Deus.

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Coríntios

Irmãos:
Acaso não sabeis que sois santuário de Deus
e que o Espírito de Deus mora em vós?
Se alguém destruir o santuário de Deus,
Deus o destruirá,
pois o santuário de Deus é santo,
e vós sois esse santuário.
Ninguém se iluda:
Se algum de vós pensa que é sábio nas coisas deste
mundo, reconheça sua insensatez,
para se tornar sábio de verdade;
pois a sabedoria deste mundo
é insensatez diante de Deus.
Com efeito, está escrito:
‘Aquele que apanha os sábios em sua própria astúcia’,
e ainda:
‘O Senhor conhece os pensamentos dos sábios;
sabe que são vãos’.
Portanto,
que ninguém ponha a sua glória em homem algum.
Com efeito, tudo vos pertence:
Paulo, Apolo, Cefas,
o mundo, a vida, a morte, o presente, o futuro;
tudo é vosso,
mas vós sois de Cristo,
e Cristo é de Deus.
– Palavra do Senhor.
 – Graças a Deus.


Evangelho (Mt 5,38-48)

Amai os vossos inimigos.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Mateus

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos:
Vós ouvistes o que foi dito:
‘Olho por olho e dente por dente!’
Eu, porém, vos digo:
Não enfrenteis quem é malvado!
Pelo contrário, se alguém te dá um tapa na face
direita, oferece-lhe também a esquerda!
Se alguém quiser abrir um processo
para tomar a tua túnica, dá-lhe também o manto!
Se alguém te forçar a andar um quilômetro,
caminha dois com ele!
Dá a quem te pedir
e não vires as costas a quem te pede emprestado.
Vós ouvistes o que foi dito:
‘Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo!’
Eu, porém, vos digo: Amai os vossos inimigos
e rezai por aqueles que vos perseguem!
Assim, vos tornareis filhos
do vosso Pai que está nos céus,
porque ele faz nascer o sol sobre maus e bons,
e faz cair a chuva sobre justos e injustos.
Porque, se amais somente aqueles que vos amam,
que recompensa tereis?
Os cobradores de impostos não fazem a mesma coisa?
E se saudais somente os vossos irmãos,
o que fazeis de extraordinário?
Os pagãos não fazem a mesma coisa?
Portanto, sede perfeitos
como o vosso Pai celeste é perfeito.’
 – Palavra da Salvação.
 – Gloria a Vós senhor.


Santo Do Dia

gabinoSão Gabino

Natural da Dalmácia, atual Bósnia, Gabino pertenceu a uma família da nobreza romana cristã, radicada naquele território. Na idade adulta, foi viver em Roma com a intenção de se aproximar da Igreja, mesmo sabendo dos sérios riscos que correria. Nesta cidade, tornou-se senador e se casou. Com a morte da esposa, Gabino decidiu ser padre. Transformou sua casa numa igreja, consagrou a jovem filha Suzana, à Cristo, e a educou com a ajuda do irmão Caio, que já era sacerdote. Juntos, eles exerciam o apostolado em paz, convertendo pagãos, ministrando a comunhão e executando a santa missa, enfim fortificando a Igreja neste período de trégua das perseguições.

Segundo os registros encontrados, Gabino e os familiares, eram aparentados do imperador Diocleciano. Assim, quando o soberano desejou ter a filha de Gabino como nora, não conseguiu. Enviou até mesmo um emissário para convencer a jovem, que não cedeu, decidida a se manter fiel à Cristo, sendo apoiada pelo pai e o tio Caio, que fora eleito papa, em 283. O imperador ficou mais irritado do que já estava, devido as tensões que circundavam o Império Romano em crescente decadência. Decretou a perseguição mais severa registrada na História do Cristianismo, apontado como causador de todos os males. O parentesco com o soberano de nada serviu, pois o final foi trágico para todos.

Quando começou esta perseguição, verificamos pelos registros encontrados que o padre Gabino, não mediu esforços para consolar e amparar os cristãos escondidos. Enfrentou com serenidade o perigo, andando quilômetros e quilômetros a pé, indo de casa em casa, de templo em templo, animando e preparando, os fiéis para o terrível sacrifício que os aguardava. Montanhas, vales, rios, florestas, nada o impedia nesta caminhada para animar os aflitos. Foram várias as missas rezadas por ele em catacumbas ou cavernas secretas, onde ministrava a comunhão aos que seriam martirizados. Finalmente foi preso, junto com a filha, que também foi sacrificada.

Gabino foi torturado, julgado e como não renegou a fé, foi condenado à morte por decapitação. Antes da execução, o mantiveram preso numa minúscula cela sem luz, onde passou fome, sede e frio, durante seis meses, quando foi degolado em 19 de fevereiro de 296, em Roma.

Ele não foi um simples padre, mas sim, um marco da fé e um símbolo do cristianismo. No século V, sua antiga casa, que havia sido uma igreja secreta, tornou-se uma grande basílica. Em 738, o seu culto foi confirmado durante a cerimônia de traslado das relíquias de São Gabino, para a cripta do altar principal desta basílica, onde repousam ao lado das de sua santa filha.

No século XV, a basílica foi inteiramente reformada pelo grande artista e arquiteto Bernini, sendo considerada atualmente uma das mais belas existentes na cidade do Vaticano. A sua festa litúrgica ocorre no dia de sua morte.

Na imagem, martírio de São Gabino, de Baldassarre Croce.

A Igreja também celebra hoje a memória dos santos: Conrado de Piacenza, Álvaro de Córdova e Gabino.

Fonte:Franciscanos.org.com