(49) 3442.0358

Liturgia diária › 31/08/2017

5ª-feira da 21ª Semana do Tempo Comum

apreparados31 de Agosto de 2017

Cor: Verde

1ª Leitura (1Ts 3,7-13)

O Senhor vos conceda que o amor entre vós e para com todos
aumente e transborde sempre mais.

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Tessalonicenses
Irmãos:
Que ninguém seja abalado em meio às tribulações presentes
– pois bem sabeis que esse é o nosso destino.
Quando estávamos entre vós, vos preveníamos
de que seria necessário sofrer tribulações
e foi o que aconteceu, bem o sabeis.
Foi por isso que, não podendo mais esperar,
mandei saber notícias da vossa fé,
temendo que o Tentador vos tivesse seduzido
e o nosso trabalho tivesse sido inútil.
Agora, Timóteo acaba de chegar da vossa comunidade
e traz-nos boas notícias
a respeito da vossa fé e do vosso amor;
ele diz também que guardais sempre boa lembrança de nós
e que desejais rever-nos
tanto quanto nós desejamos rever-vos a vós.
Por isso, irmãos, ficamos confortados,
em meio a toda angústia e tribulação,
pela notícia acerca de vossa fé.
Agora sentimo-nos reviver,
porque vós estais firmes no Senhor.
Como podemos agradecer a Deus
por toda a alegria que nos invade diante do nosso Deus,
por causa de vós?
Noite e dia rezamos efusivamente
para vos rever e completar o que ainda falta na vossa fé.
Que o próprio Deus e nosso Pai, e nosso Senhor Jesus
dirijam os nossos passos até a vós.
O Senhor vos conceda que o amor entre vós e para com todos
aumente e transborde sempre mais,
a exemplo do amor que temos por vós.
Que assim ele confirme os vossos corações
numa santidade sem defeito aos olhos de Deus, nosso Pai,
no dia da vinda de nosso Senhor Jesus,
com todos os seus santos.
– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.


Salmo ( Sl 89,3-4. 12-13. 14.17 (R. 14)

R. Saciai-nos de manhã com vosso amor!
Vós fazeis voltar ao pó todo mortal, *
quando dizeis: ‘Voltai ao pó, filhos de Adão!’
Pois mil anos para vós são como ontem, *
qual vigília de uma noite que passou.R.

Ensinai-nos a contar os nossos dias, *
e dai ao nosso coração sabedoria!
Senhor, voltai-vos! Até quando tardareis? *
Tende piedade e compaixão de vossos servos!R.

Saciai-nos de manhã com vosso amor, *
e exultaremos de alegria todo o dia!
Que a bondade do Senhor e nosso Deus *
repouse sobre nós e nos conduza!
Tornai fecundo, ó Senhor, nosso trabalho, *
fazei dar frutos o labor de nossas mãos!R.


Evangelho (Mt 24,42-51)

Ficai preparados!

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus
Naquele tempo disse Jesus aos seus discípulos:
Ficai atentos!
porque não sabeis em que dia virá o Senhor.
Compreendei bem isso:
se o dono da casa soubesse a que horas viria o ladrão,
certamente vigiaria e não deixaria
que a sua casa fosse arrombada.
Por isso, também vós ficai preparados!
Porque na hora em que menos pensais,
o Filho do Homem virá.
Qual é o empregado fiel e prudente,
que o senhor colocou como responsável pelos demais empregados,
para lhes dar alimento na hora certa?
Feliz o empregado,
cujo senhor o encontrar agindo assim, quando voltar.
Em verdade vos digo,
ele lhe confiará a administração de todos os seus bens.
Mas, se o empregado mau pensar:
‘Meu senhor está demorando’,
e começar a bater nos companheiros,
a comer e a beber com os bêbados;
então o senhor desse empregado
virá no dia em que ele não espera,
e na hora que ele não sabe.
Ele o partirá ao meio e lhe imporá a sorte dos hipócritas.
Ali haverá choro e ranger de dentes.
– Palavra da Salvação.
– Gloria a Vós Senhor.


 

araimundo

Santo Do Dia

São Raimundo Nonato

São Raimundo Nonato Raimundo nasceu em Portell, na Catalunha, Espanha, em 1200. Seus pais eram nobres, porém não tinham grandes fortunas. O seu nascimento aconteceu de modo trágico: sua mãe morreu durante os trabalhos de parto, antes de dar-lhe à luz. Por isso Raimundo recebeu o nome de Nonato, que significa não nascido de mãe viva, ou seja, foi extraído vivo do corpo sem vida dela.

Dotado de grande inteligência, fez com certa tranquilidade seus estudos primários. O pai, percebendo os dotes religiosos do filho, tratou de mandá-lo administrar uma pequena fazenda de propriedade da família. Com isso, queria demovê-lo da ideia de ingressar na vida religiosa. Porém as coisas aconteceram exatamente ao contrário.

Raimundo, no silêncio e na solidão em que vivia, fortificou ainda mais sua vontade de dedicar-se unicamente à Ordem de Nossa Senhora das Mercês, fundada por seu amigo Pedro Nolasco, agora também santo. A Ordem tinha como principal finalidade libertar cristãos que caíam nas mãos dos mouros e eram por eles feitos escravos. Nessa missão, dedicou-se de coração e alma.

Apesar da dificuldade, conseguiu o consentimento do pai e, finalmente, em 1224, ingressou na Ordem, recebendo o hábito das mãos do próprio fundador. Ordenou-se sacerdote e seus dotes de missionário vieram à tona, dedicando-se nessa missão de coração e alma. Por isso foi mandado em missão à Argélia, norte da África, para resgatar cristãos das mãos dos muçulmanos. Conseguiu libertar cento e cinquenta escravos e devolvê-los às suas famílias.

Quando se ofereceu como refém, sofreu no cativeiro verdadeiras torturas e humilhações. Mas mesmo assim não abandonou seu trabalho. Levava o conforto e a Palavra de Deus aos que sofriam mais do que ele e já estavam prestes a renunciar à fé em Jesus. Muitas foram as pessoas convertidas por ele, o que despertou a ira dos magistrados muçulmanos, os quais mandaram que lhe perfurassem a boca e colocassem cadeados, para que Raimundo nunca mais pudesse falar e pregar a doutrina de Cristo.

Raimundo sofreu durante oito meses essa tortura até ser libertado, mas com a saúde abalada. Quando chegou à pátria, na Catalunha, em 1239, logo foi nomeado cardeal pelo papa Gregório IX, que o chamou para ser seu conselheiro em Roma. Empreendeu a viagem no ano seguinte, mas não conseguiu concluí-la. Próximo de Barcelona, na cidade de Cardona, já com a saúde debilitada pelos sofrimentos do cativeiro, Raimundo Nonato foi acometido de forte febre e acabou morrendo, em 31 de agosto de 1240, quando tinha, apenas, quarenta anos de idade.

Raimundo Nonato foi sepultado naquela cidade e o seu túmulo tornou-se local de peregrinação, sendo, então, erguida uma igreja para abrigar seus restos mortais. Seu culto propagou-se pela Espanha e pela Europa, sendo confirmado por Roma em 1681. São Raimundo Nonato, devido à condição difícil do seu nascimento, é venerado como Padroeiro das Parturientes, das Parteiras e dos Obstetras.

A Igreja também celebra hoje a memória dos santos: Aristides e Amado.
Fonte:Franciscanos.org.com