5ª feira da 1ª Semana do Advento « Paróquia Nossa Senhora do Rosário

(49) 3442.0358

Liturgia diária › 07/12/2017

5ª feira da 1ª Semana do Advento

a000017 de Dezembro de 2017

Sto. Ambrósio BDr, memória

Cor: Branco

1ª Leitura (Is 26,1-6)

Que entre um povo justo, cumpridor da palavra.

Leitura do Livro do Profeta Isaías
Naquele dia, cantarão este canto em Judá:
‘Uma cidade fortificada é a nossa segurança;
o Senhor cercou-a de muros e antemuro.
Abri as suas portas, para que entre um povo justo,
cumpridor da palavra,
firme em seu propósito;
e tu lhe conservarás a paz,
porque confia em ti.
Esperai no Senhor por todos os tempos,
o Senhor é a rocha eterna.
5Ele derrubou os que habitam no alto,
há de humilhar a cidade orgulhosa,
deitando-a por terra,
até fazê-la beijar o chão.
Hão de pisá-la os pés, os pés dos pobres,
as passadas dos humildes.
– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.


Salmo (Sl 117 (118) 1.8-9. 19-21. 25-27a (R. 26a)

R. Bendito é aquele que vem vindo em nome do Senhor!
Ou:Aleluia, Aleluia, Aleluia

 

Dai graças ao Senhor, porque ele é bom! *
‘Eterna é a sua misericórdia!’
É melhor buscar refúgio no Senhor, *
do que pôr no ser humano a esperança;
é melhor buscar refúgio no Senhor, *
do que contar com os poderosos deste mundo!’ R.

Abri-me vós, abri-me as portas da justiça; *
quero entrar para dar graças ao Senhor!
‘Sim, esta é a porta do Senhor, *
por ela só os justos entrarão!’
Dou-vos graças, ó Senhor, porque me ouvistes *
e vos tornastes para mim o Salvador!R.

Ó Senhor, dai-nos a vossa salvação, *
ó Senhor, dai-nos também prosperidade!’
Bendito seja, em nome do Senhor, *
aquele que em seus átrios vai entrando!
Desta casa do Senhor vos bendizemos. *
aQue o Senhor e nosso Deus nos ilumine!R


Evangelho (Mt 7,21.24-27)

Aquele que faz a vontade de meu Pai
entrará no reino dos céus.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos:
Nem todo aquele que me diz: ‘Senhor, Senhor’,
entrará no Reino dos Céus, mas o que põe em prática
a vontade de meu Pai que está nos céus.
Portanto, quem ouve estas minhas palavras
e as põe em prática,
é como um homem prudente,
que construiu sua casa sobre a rocha.
Caiu a chuva, vieram as enchentes,
os ventos deram contra a casa,
mas a casa não caiu,
porque estava construída sobre a rocha.
Por outro lado,
quem ouve estas minhas palavras e não as põe em prática,
é como um homem sem juízo,
que construiu sua casa sobre a areia.
Caiu a chuva, vieram as enchentes,
os ventos sopraram e deram contra a casa,
e a casa caiu, e sua ruína foi completa!’
– Palavra da Salvação.
– Gloria a Vós Senhor.


Santo Do Dia

Santo Ambrósio

Santo AmbrósioCerca de um século depois da morte de Orígenes, a patrística alcançaria o seu auge. Entrava em cena Santo Ambrósio, a quem coube desempenhar importante papel de precursor e orientador de Santo Agostinho, o pensador mais significativo do período.

Santo Ambrósio descendia de uma influente família romana que tinha se convertido ao cristianismo havia muito tempo. Nasceu em Trèves, atual Alemanha, por volta do ano 339. Era de família cristã: seu pai era alto funcionário do Império Romano, governador de uma província do outro lado dos Alpes, no norte da Itália. Quando o pai morreu, a família foi para Roma, onde Ambrósio estudou direito, retórica e iniciou sua carreira jurídica.

Certa vez, estava em Milão quando o bispo morreu. Bom jurista e funcionário imperial, procurou evitar um conflito nas novas eleições eclesiásticas com um discurso firme e muito sensato. Foi tão sereno e equilibrado que, ao final, a assembleia o aclamou o novo bispo de Milão. Muito surpreso, recusou, dizendo que essa não era a sua intenção, até porque era um pecador, e não era ainda batizado, ainda se preparava para esse sacramento. Mas não adiantou. Logo foi batizado e consagrado.

Desde então, dedicou-se com afinco ao estudo das Sagradas Escrituras. Não era intelectual, mas suas obras litúrgicas, comentários sobre as Escrituras e tratados ascético-morais o fizeram especialista da doutrina cristã e da arte de administrar a comunidade cristã a ele confiada.

A marca do seu apostolado foi impressa pela importância que deu aos valores da virgindade de Maria e dos mártires de Cristo. Considerado o pai da liturgia ambrosiana, recebeu com mérito o título de doutor da Igreja.

Os livros de sua autoria que chegaram até nós são, quase todos, a reprodução de suas pregações e sermões. Agostinho, convertido por ele e um dos seus ouvintes frequentes, conta que o prestígio dos sermões do bispo Ambrósio de Milão era enorme, graças ao eficaz tom de voz e sua eloquência com a escolha das palavras. Por isso foi chamado de “o apóstolo da amizade”.

Morreu em Milão, em 4 de abril de 397, uma Sexta-Feira Santa. Santo Ambrósio é venerado no dia 7 de dezembro, data em que, no ano 374, foi aclamado pela população bispo de Milão.

A Igreja também celebra neste dia a memória dos santos: Fara e Eutiquiano.

 

Fonte:Franciscanos.org.com