4ª-feira da 21ª Semana do Tempo Comum « Paróquia Nossa Senhora do Rosário

(49) 3442.0358

Liturgia diária › 30/08/2017

4ª-feira da 21ª Semana do Tempo Comum

afilho30 de Agosto de 2017

Cor: Verde

1ª Leitura (1Ts 2,9-13)

Trabalhamos dia e noite;
foi assim que vos anunciamos o evangelho de Deus.

Leitura da Primeira Carta de São Paulo aos Tessalonicenses
Irmãos, certamente ainda vos lembrais
dos nossos trabalhos e fadigas.
Trabalhamos dia e noite,
para não sermos pesados a nenhum de vós.
Foi assim que anunciamos o evangelho de Deus.
Vós sois testemunhas, e Deus também,
de quão santo, justo, irrepreensível foi
o nosso proceder para convosco, os fiéis.
Bem sabeis que, como um pai a seus filhos,
nós exortamos a cada um de vós
e encorajamos e insistimos,
para que vos comporteis de modo digno de Deus,
que vos chama ao seu reino e à sua glória.
Por isso, agradecemos a Deus sem cessar
por vós terdes acolhido a pregação da palavra de Deus,
não como palavra humana,
mas como aquilo que de fato é:
Palavra de Deus,
que está produzindo efeito em vós que abraçastes a fé.
– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.


Salmo (Sl 138 (139),7-8. 9-10. 11-12ab (R.1a)

R. Senhor, vós me sondais e me conheceis!

 

 

 
Em que lugar me ocultarei de vosso espírito? *
E para onde fugirei de vossa face?
Se eu subir até os céus, ali estais; *
se eu descer até o abismo, estais presente.R.

Se a aurora me emprestar as suas asas, *
para eu voar e habitar no fim dos mares;
mesmo lá vai me guiar a vossa mão *
e segurar-me com firmeza a vossa destra.R.

Se eu pensasse: ‘A escuridão venha esconder-me *
e que a luz ao meu redor se faça noite!’
Mesmo as trevas para vós não são escuras, +
a própria noite resplandece como o dia, *R.


Evangelho (Mt 23,27-32)

Sois filhos daqueles que mataram os profetas.

+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Mateus
Naquele tempo, disse Jesus:
Ai de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas!
Vós sois como sepulcros caiados: por fora parecem belos,
mas por dentro estão cheios de ossos de mortos
e de toda podridão!
Assim também vós:
por fora, pareceis justos diante dos outros,
mas por dentro estais cheios de hipocrisia e injustiça.
Aí de vós, mestres da Lei e fariseus hipócritas!
Vós construís sepulcros para os profetas
e enfeitais os túmulos dos justos,
e dizeis: ‘Se tivéssemos vivido no tempo de nossos pais,
não teríamos sido cúmplices da morte dos profetas’.
Com isso, confessais que sois filhos
daqueles que mataram os profetas.
Completai, pois, a medida de vossos pais!’
– Palavra da Salvação.
– Gloria a Vós Senhor.


afelixSanto Do Dia

São Félix e Santo Adauto

São Félix e Santo Adauto Poucos são os registros encontrados sobre Félix e Adauto, que são celebrados juntos no dia de hoje. As tradições mais antigas dos primeiros tempos do cristianismo narram que eles foram perseguidos, martirizados e mortos pelo imperador Diocleciano no ano 303.

A mais conhecida diz que Félix era um padre e tinha sido condenado à morte por aquele imperador. Mas quando caminhava para a execução, foi interpelado por um desconhecido. Afrontando os soldados do exército imperial, o estranho declarou-se, espontaneamente, cristão e pediu para ser sacrificado junto com ele. Os soldados não questionaram. Logo após decapitarem Félix, com a mesma espada decapitaram o homem que tinha tido a ousadia de desafiar o decreto do imperador Diocleciano.

Nenhum dos presentes sabia dizer a identidade daquele homem. Por isso ele foi chamado somente de Adauto, que significa: adjunto, isto é “aquele que recebeu junto com Félix a coroa do martírio”.

Ainda segundo as narrativas, eles foram sepultados numa cripta do cemitério de Comodila, próxima da basílica de São Paulo Fora dos Muros. O papa Sirício transformou o lugar onde eles foram enterrados numa basílica, que se tornou lugar de grande peregrinação de devotos até depois da Idade Média, quando o culto dedicado a eles foi declinando.

O cemitério de Comodila e o túmulo de Félix e Adauto foram encontrados no ano de 1720, mas vieram a ruir logo em seguida, sendo novamente esquecidos e suas ruínas, abandonadas. Só em 1903 a pequena basílica foi definitivamente restaurada.

Esses martírios permaneceram vivos na memória da Igreja Católica, que dedicou o mesmo dia a são Félix e santo Adauto para as comemorações litúrgicas. Algumas fontes, mesmo, dizem que os dois santos eram irmãos de sangue.

A Igreja também celebra hoje os santos Gaudêncio e Rosa de Santa Maria.

Fonte:Franciscanos.org.com