3ª-feira da 23ª Semana do Tempo Comum « Paróquia Nossa Senhora do Rosário

(49) 3442.0358

Liturgia diária › 12/09/2017

3ª-feira da 23ª Semana do Tempo Comum

anoite12 de Setembro de 2017

Cor: Verde

1ª Leitura (Cl 2,6-15)

Deus vos trouxe para a vida, junto com Cristo,
e a todos nós perdoou os pecados.

Leitura da Carta de São Paulo aos Colossenses
Irmãos:
Assim como aceitastes a Cristo Jesus como Senhor,
assim continuai a guiar-vos por ele:
enraizados nele e edificados sobre ele,
apoiados na fé que vos foi ensinada,
dando-lhe muitas ações de graças.
Estai alerta, para que ninguém vos enrede
com sua filosofia e com doutrina falsa,
baseando-se em tradição humana
e remontando às forças elementares do mundo,
sem se fundamentar em Cristo.
Pois nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade.
Dele também vós estais repletos,
pois ele é a Cabeça de todas as forças e de todos os poderes.
Nele, vós também recebestes uma circuncisão,
não feita por mão humana,
mas uma circuncisão que é de Cristo,
pela qual renunciais ao corpo perecível.
Com Cristo fostes sepultados no batismo;
com ele também fostes ressuscitados
por meio da fé no poder de Deus,
que ressuscitou a Cristo dentre os mortos.
Ora, vós estáveis mortos por causa dos vossos pecados,
e vossos corpos não tinham recebido a circuncisão,
até que Deus vos trouxe para a vida, junto com Cristo,
e a todos nós perdoou os pecados.
Existia contra nós uma conta a ser paga,
mas ele a cancelou, apesar das obrigações legais,
e a eliminou, pregando-a na cruz;
Ele despojou as autoridades e os poderes sobre-humanos
e os expôs publicamente em espetáculo,
levando-os em cortejo triunfal.
– Palavra do Senhor.
– Graças a Deus.


Salmo (Sl 144 (145),1-2.8-9. 10-11 (R. 9a)

R. O Senhor é muito bom para com todos.

 
Ó meu Deus, quero exaltar-vos, ó meu Rei, *
e bendizer o vosso nome pelos séculos.
Todos os dias haverei de bendizer-vos, *
hei de louvar o vosso nome para sempre.R.

Misericórdia e piedade é o Senhor, *
ele é amor, é paciência, é compaixão.
O Senhor é muito bom para com todos, *
sua ternura abraça toda criatura.R.

Que vossas obras, ó Senhor, vos glorifiquem, *
e os vossos santos com louvores vos bendigam!
Narrem a glória e o esplendor do vosso reino *
e saibam proclamar vosso poder!R.


Evangelho (Lc 6,12-19)

Passou a noite toda em oração.

Escolheu doze dentre os discípulos,
aos quais deu o nome de apóstolos.
+ Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo São Lucas
Naqueles dias, Jesus foi à montanha para rezar.
E passou a noite toda em oração a Deus.
Ao amanhecer, chamou seus discípulos
e escolheu doze dentre eles,
aos quais deu o nome de apóstolos:
Simão, a quem impôs o nome de Pedro, e seu irmão André;
Tiago e João;
Filipe e Bartolomeu;
Mateus e Tomé;
Tiago, filho de Alfeu, e Simão, chamado Zelota;
Judas, filho de Tiago,
e Judas Iscariotes, aquele que se tornou traidor.
Jesus desceu da montanha com eles
e parou num lugar plano.
Ali estavam muitos dos seus discípulos
e grande multidão de gente de toda a Judéia e de Jerusalém,
do litoral de Tiro e Sidônia.
Vieram para ouvir Jesus
e serem curados de suas doenças.
E aqueles que estavam atormentados por espíritos maus
também foram curados.
A multidão toda procurava tocar em Jesus,
porque uma força saía dele, e curava a todos.
– Palavra da Salvação.
– Gloria a Vós Senhor.


AguidoSanto Do Dia

São Guido

12Dois séculos antes que o pobrezinho de Assis celebrasse as núpcias com a Senhora Pobreza, outro santo, menos conhecido, advertira a respeito do perigo que o dinheiro traz às almas, diz Mario Sgarbossa no livro “Um Santo para cada dia”.

Esse santo é São Guido, que nasceu na região belga de Brabante. Manso e generoso, Guido mostrou desde muito jovem o seu desapego dos bens terrenos, dando tudo o que possuía aos pobres. Viveu entre os séculos X e XI.

Na ânsia de viver uma vida ascética, Guido abandonou a casa dos pais, que eram bondosos cristãos camponeses, e foi ser sacristão do vigário de Laken, perto de Bruxelas, pois assim poderia ser mais útil às pessoas carentes e também dedicar-se às orações e à penitência.

Quando ficou órfão, decidiu ser comerciante, pois teria mais recursos para auxiliar e socorrer os pobres e doentes. Mas seu navio repleto de mercadorias afundou nas águas do Sena. Então, o comerciante Guido teve a certeza de que tinha escolhido o caminho errado. De modo que se convenceu do equívoco cometido ao abandonar sua vocação religiosa para trabalhar no comércio, mesmo que sua intenção fosse apenas ajudar os mais necessitados.

Sendo assim, Guido deixou a vida de comerciante, vestiu o hábito de peregrino e pôs-se novamente no caminho da religiosidade, da peregrinação e assistência aos pobres e doentes. Percorreu durante sete anos as inseguras e longas estradas da Europa para visitar os maiores santuários da cristandade.

Depois da longa peregrinação, que incluiu a Terra Santa, Guido voltou para o seu país de origem, já fraco e cansado. Ficou hospedado na casa de um sacerdote na cidade de Anderlecht, perto de Bruxelas, de onde herdou o sobrenome. Pouco tempo depois, morreu, com fama de santidade. Foi sepultado naquela cidade e sua sepultura tornou-se um pólo de peregrinação. Assim, com o passar do tempo, foi erguida uma igreja dedicada a ele, para guardar suas relíquias.

Ao longo dos séculos, a devoção a são Guido de Anderlecht cresceu, principalmente entre os sacristãos, trabalhadores da lavoura, camponeses e cocheiros. Aliás, ele é tido como protetor das cocheiras, em especial dos cavalos. Diz a tradição que Guido não resistiu a uma infecção que lhe provocou forte desarranjo intestinal, muito comum naquela época pelos poucos recursos de saneamento e higiene das cidades. Seu nome até hoje é invocado pelos fiéis para a cura desse mal.

A sua festa litúrgica, tradicionalmente celebrada no dia 12 de setembro, traz uma carga de devoção popular muito intensa. Na cidade de Anderlecht, ela é precedida por uma procissão e finalizada com uma benção especial, concedida aos cavalos e seus cavaleiros.

A Igreja também celebra hoje a memória dos santos: Selésio e Vitória Fornari.
Fonte:Franciscanos.org.com